5 dicas indispensáveis para pintar a casa e manutenção da pintura, com Veluplas!

5 dicas indispensáveis para pintar a casa e manutenção da pintura, com Veluplas!

Seja um imóvel novinho em folha, seja um imóvel de alguns anos, do primeiro e único morador ao atual e aos próximos, é comum que muita gente pense que basta pintar a casa, a empresa, o escritório e pronto, não há mais o que fazer.

A não ser que se queira trocar de cor, não é mesmo? NÃO! Por melhor que tenha sido a qualidade da pintura, por mais que você tenha utilizado produtos do mais elevado nível, a pintura da casa nunca encerra os cuidados e zelo que devemos ter por ela.

É preciso seguir algumas dicas indispensáveis, tanto da manutenção da pintura, quanto da própria pintura em si.

Quer saber que dicas são essas? Então é só continuar com a gente e dar uma sacada no que nossos especialistas em tintas têm para nos dizer, acompanhe!

Manutenção da parte estética

O visual de uma casa, para manter sua estética, merece cuidados de manutenção com o decorrer do tempo.

Sobretudo quando o imóvel está sujeito a ações de maresia, poluição, sujeiras, dentre outros aspectos que danificam a pintura em geral.

E olha que é bem simples manter a pintura da sua casa bonita, a fachada com a estética impecável e aquele aspecto de casa nova, sabe como? Com o simples hábito da limpeza!

Você só precisa de:

  • Esponja macia;
  • Detergente neutro;
  • Água;
  • Vassoura.
  • Veluplas Idealtom

Se a situação das paredes externas, por exemplo, estiver mais complicada, o ideal é aplicar jato de água pressurizado, por meio de hidrojateamento, por exemplo.

E antes que você pense: não é melhor fazer uma nova pintura? Pois bem, isso vai depender do tempo. Em linhas gerais, o ideal é pintar o imóvel a cada 3 ou 4 anos.

Se você utilizar tintas de melhor qualidade, como as que você encontra aqui no Clube das Tintas, e preparar de forma adequada as superfícies que receberam a tinta (rebocar, lixar, aplicar massa corrida, prime, seladora, etc.), bem como seguir as instruções de uso das tintas, o tempo para uma repintura pode ser maior.

Analise a superfície antes da aplicação da tinta

Para pintar a casa, é fundamental observar o estado das paredes e tetos, para se preciso, fazer os reparos necessários antes.

Verifique, portanto, se há irregularidades como rachaduras e fissuras, mofo, tinta ou reboco soltando/descascando, etc.

Percebendo algum desses sintomas, faça os reparos necessários (aplicar massa corrida é uma boa alternativa no caso de pequenos buracos e ranhuras). Em situações onde a tinta está descascando, raspe com uma espátula e depois lixe.

Se houver infiltração, pode ser necessário quebrar o local, trocar o encanamento, etc. A sugestão nesse sentido seria considerar a ajuda de um profissional do setor.

Comece pelo teto

Uma dica muito importante é por onde começar a pintura da casa. Recomenda-se começar sempre pelo teto, e posteriormente as paredes, para somente então chegar até portas e janelas.

Por fim, o último item a ser pintado é o rodapé e cantos da casa. Uma dica relevante, apesar de parecer um tanto quanto óbvia, é quando o proprietário decido aplicar papel de parede ou ainda buscar a aplicação de detalhes decorativos, como o efeito com faixas, etc.

Escolha a cor mais adequada ao ambiente

Com tantas opções em cores, é bem capaz ter dúvidas na hora de pintar a casa. Com que cor? Na verdade, a escolha da cor, apesar de causar tamanha indecisão, é um dos momentos mais bacanas e divertidos.

Procure escolher cores que dialoguem com o ambiente, por exemplo, se for para um quarto de criança, considere o aspecto lúdico e alegre das cores, se for para o quarto do casal, pense em tons mais românticos, e assim consequentemente.

Calcule quanto de tinta irá usar

Evitar desperdícios é fundamental, e a escassez também, em especial quando falamos me pintura. O excesso de tinta acarretará em prejuízo, enquanto a falta, poderá trazer um grave problema: não encontrar a mesma nuance de cor.

Com isso, a pintura não ficará uniforme e o resultado fatalmente deixará a desejar. Por isso, é importante saber como calcular a quantidade de tinta que será necessária para a pintura.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *